Ergonomia

Especialistas avisam que só o mobiliário adequado não resolve

MARIANA BARROS - Folha Informática


Fim de um dia de trabalho. Em vez da prazerosa sensação de dever cumprido, há dores espalhadas pela nuca, pelos ombros, pelas costas, pelas pernas, pelos braços e pelos dedos.

 

Esse é um desfecho comum para quem passa boa parte do dia em frente ao computador -principalmente se o usuário não conta com mobiliário adequado ou se descuida da postura.

 

É o caso de Kelly Tonche, que trabalha como operadora de atendimento em um call center em Sorocaba. Ela sofre de fortes dores lombares. Enquanto está sentada, costuma balançar os pés e ficar girando a cadeira de um lado para o outro. "Tento prestar atenção na minha postura, mas há momentos em que o cansaço é tanto que simplesmente me esqueço da posição correta", diz.

 

Os problemas de saúde gerados pelo trabalho são tão comuns que receberam até um nome para identificá-los: distúrbios osteomusculares relacionados com o trabalho (Dort).

 

Eles são causados pelo atrito dos músculos, pelo excesso de força que exercem ou pela falta de oxigênio capaz de chegar até eles. Os distúrbios mais freqüentes em usuários de computador são aqueles resultantes de inflamações, de contrações prolongadas, de compressão dos tecidos e do estresse.

 

Segundo a responsável pela disciplina de medicina do trabalho na Faculdade de Medicina da USP, Lyz Esther Rocha, o uso do computador também pode gerar fadiga visual e mental.

 

A fadiga visual surge após três horas de uso contínuo. Para evitar maiores desgastes, deve-se consultar regularmente um oftalmologista e fazer pausas de 15 minutos a cada duas horas.

 

Também ajuda ter um monitor que funcione numa freqüência adequada. Rocha aconselha a freqüência de 80 Hz. Um ambiente bem iluminado e uma tela livre de reflexos completam os cuidados com a visão.

 

Já a fadiga mental é causada pela tensão e pelo estresse, que ditam um ritmo de trabalho acelerado, interferem na densidade das tarefas e reduzem o número de intervalos, estafando o usuário.

 

A tensão e a falta de apoio para o corpo são as principais causas de mialgia -aquela dor, normalmente nos ombros, sentida mesmo quando não nos exercitamos. "Ficar com o braço estendido segurando um livro pesado cansa mais do que o movimentarmos sem parar", explica Rocha.

 

O aspecto "hipnotizante" do computador também deve ser considerado. "Usar o micro é uma atividade de absorção mental. Entramos na internet para ver uma coisinha e, quando percebemos, estamos navegando há mais de uma hora", exemplifica.

 

A realização de duas tarefas ao mesmo tempo é outro fator desgastante. As janelas de visualização facilitam o desempenho de diversas atividades paralelamente, mas podem cansar a mente. A velocidade com que as tarefas são executadas também é prejudicial.

 

Conheça as soluções que a Ergotec oferece para esses problemas, clique abaixo:

CLIQUE E CONFIRA os produtos essenciais para a sua saúde no trabalho. 

 

Siga a Ergotec nas redes sociais e fique por dentro das promoções e novidades da Empresa, além de dicas sobre saúde no trabalho e ergonomia:

 

           

 

Sobre a loja

A Ergotec é pioneira brasileira no desenvolvimento e fabricação de acessórios que adaptam o mobiliário tradicional - já existente e em uso em escritórios - para que passem a oferecer conforto ergonômico no trabalho. Cortando despesas com troca de móveis, os produtos da Ergotec tornam-se fundamentais para, a baixos custos, se evitar as epidemias de lesões com origens laborativas - LER / DORT.

Social
Pague com
  • Bcash
  • Depósito Bancário
  • MercadoPago
  • Boleto Bancário
  • PagSeguro
Selos

APF Informática EIRELI - CNPJ: 53.265.419/0001-31 © Todos os direitos reservados. 2017